الـعـربية Español Français English Deutsch Русский Português Italiano
23 de fevereiro de 2024
 
 
 
Primeira Página

Participaram de delegações  representando todas as províncias do sul do reino, de forma intensa, com uma imensa marcha que começou onze horas e meia de domingo, em Casablanca, protestando contra a campanha insidiosa orquestrada por alguns atores políticos e meios de comunicação espanhóis,  tratando de protestar a favor dos interesses supremos do Marrocos, e numa mensagem de confirmação e de apego do povo marroquino e de condenação contra aqueles que buscam prejudicar ou afetar a causa sagrada do  pais.



 Estas delegações incluíram, as quais chegartam desde sábado a Casablanca para tomar o seu lugar na frente do pelotão dos manifestantes, desde as primeiras horas da manhã de domingo, trata de homens e mulheres de várias idades e categorias sociais, como atores, associativos e políticos.

 Os participantes desta marcha tratando dos filhos da regiões do sara confirmaram com o mesmo sentimento como marroquinos, diante de um comunicado de imprensa, que todos els vieram para a capital económica para enviar uma mensagem para a comunidade Internacional tendo por objetivo que as pessoas dessas regiões têm participado, embora a dificuldade de viaje e a distância, pois eles estão contra à ofensa estrangeira,  condenando a campanha maliciosa liderada pelo Partido Popular da Espanha contra o Marrocos.

 E a participação das regiões do sara nesta marcha leva fortemente um sinal tático do povo marroquino, através   de todas suas seitas e seus componentes de Tânger a Lagouira, os quais rejeitam e denucniam a injustiça e não aceita a humilhação, sendo  que os marroquinos sao  unânimes para prosseguir os seus projetos de desenvolvimento em termos de modernidade democrática sob a sábia liderança da Sua Majestade o Rei Mohammed VI, que Deus esteja com ele.

Os participantes do povo das províncias do sul registrou que o Partido Popular espanhol, que adota posições ofensivas, anti-democracia e injusto contra o Marrocos, pois não levou em conta as boas relações e historicas entre os dois reinos Marrocos e  Espanha.

 Eles apontaram que a presença dos filhos do sara em Casablanca para participar deste evento nacional visa  condenar e denunciar a atitudes e atos irresponsáveis de um Partido que tem apoiado as teses falsas da frente "Polisario", renovando os laços perante a Sua Majestade o Rei Mohammed VI, que Deus o assista, para defender a pátria e a soberania nacional, não importa os sacrifícios, visando  enfrentar todas as conspirações chocadas pretendidas  contra a integridade territorial do Reino e o projeto democrático nacional.

 
 Fonte: Map
(Notícias sobre a  questão do Saara Ocidental /Corcas

 

 Este site não será responsável pelo funcionamento e conteúdo de links externos !
  Copyright © CORCAS 2024