الـعـربية Español Français English Deutsch Русский Português Italiano
24 de maio de 2024
 
 
 
As Sessões

Khalihenna Ouald Errachid: tratamos de diveros problemas sociais origem do impasse politico no sara

Tratou o Sr Khalehenna Ouald Errachid, Presidente do Conselho Real Consultivo para os Assuntos saranianos numa declaração dirigida ao Canal Um, tratando sobre os poroblemas e as dificuldades que ameaçam as provincias do sul e impedem o avanço político e social nas provincias.



O senhor Khalihenna Ouald Errachid fez uma declaração para canal I, no dia da abertura da sessão
 
Questão: O Conselho Real consultivo para os Assuntos saranianos fez um grande esforço para melhorar os direitos civis e sociais dos habitantes do Sul, você tratou na sua intervenção na qual se referiu a uma serie de coisas que foram alcançados durante os últimos três anos.
 
* Senhor Khalihenna Ouald Errachid: Sim, é verdade, muitas pessoas ainda não foram informadas bem do trabalho do Conselho, embora não deixamos nunca de  informar muitas vezes a imprensa e outras mídias. O Conselho não existia apenas para a elaboração do projecto de autonomia e para defendê-lo  nacionalmente e internacionalmente. Mas sim tem entre os objetivos principais do Conselho é enfrentar os assuntos  sociais e econômicos que contribuíram para os direitos de indivíduos ou dos  grupos, objeto de litígio entre as pessoas e a administração.
 
 E por isso durante esses dois anos, dedicamos as questões decorrentes do problema existente e que complica a situação. Porque não encontrou uma solução desde um longo tempo resultado de muitas coisas não adequadas.
E o Conselho, com toda sinceridade, trabalhou com os serviços competentes para encontrar soluções rápidas para estas questões. No que diz respeito primeira a questão daqueles que nos chamamos dos procurados ou desaparecidos, em especial no setor da juventude, ligadas às diferentes  questões. Assuntos gerais em termos de direito e direitos civis. Mas tudo isso  contribuiu num dado tempo a certa  tensão política que prevaleceu na região, trata de uma questão que deveria ser resolvida. Graças e louvado a Deus foi resolvida hoje, entre os serviços questão e o Ministério do Interior, envolvendo o Ministério da Justiça, o Conselho e as partes interessadas.
 
Também tinha o problema dos  empregados do fosfato que durou 3 décadas, e que tramita num clima com  conversas entre as partes em questão e a Companhia. O assunto foi explorado de fora por instituições internacionais e a sociedade civil, o que está errado. Foi   também uma das coisas também que contribuíram, primeiramente, para dar a credibilidade ao trabalho do Conselho, e resfriar a atmosfera entre os aposentados e aqueles que defendiam seus direitos, seja os vivos ou os mortos, com vista a resolver uma grande parte do lado político. Quantas manifestações e reivindicações aconteceram objeto da questão do fosfato, Mas hoje louvamos  a Deus, houve um acordo e foi no ano passado, levando em consideração as solicitações dos irmãos  e também os interesses da empresa.
 
Havia também questões relacionadas com pessoas idosas, delimitação das exigências quanta a identificação da origem quanto a reclamação e a precisão da posse. Para que o direito seja instaurado e devolvido  a essas pessoas. Tomando em conta o esforço nacional que foi feito para precisar  e a  identificação da identidade, seja dentro ou fora nos campos de Tindouf ou até na Mauritânia. Essas pessoas prestaram serviços e o Rei respondeu a este pedido e foram decoradas com  medalhas e recompensas em  reconhecimento aos serviços de mérito prestado.
 
Havia também recompensas para os antigos membros do conselho aqueles que pediam aquilo muitas vezes, mas  hoje graças a Deus, foi dissolvida a questão com base num mútuo consentimento entre as partes,  E isso envolve os membros de direito ao mesmo tempo.
 
Havia também questões relacionadas com o problema dos professores, durante a administração espanhola, o assunto foi analisado e resolvido na ocasião da festa de “ Eid al Adha”, sendo que os interessados tinham o imenso interesse de reconhecer sua causa, bem como em relação as suas aposentadorias e seus salários junto ao Ministério da Educação Nacional, e no que diz respeito a compensação pelos anos.

Havia também o problema daqueles que retornaram em termos de recenseamento para ser estudado, organizado de acordo com as prioridades e as necessidades e nós envolvemos com isso no âmbito global para enfrentar o problema e encontrar uma solução para o problema daqueles que retornam para o pais de uma forma justa, eqüitativa e satisfatória para a administração.
 
Havia também o problema dos empregados que foram suspensos da companhia “Maroc Telecom” depois que ela for  privatizada, o assunto o qual foi encontrada uma solução que  satisfaz as partes sem que um dos lados seja lesado, e diante disso, nos estamos envolvidos  nestes tipos de assuntos.
 .
 Temos uma serie de questões, as quais foram aprovadas por Sua Majestade o Rei para serem abordadas, e nós envolvemos com a administração e com os detalhes. Eu não esquecermos  daquelas questões que ainda não foram resolvidas, que foram muitas. Elas  são  também relacionadas com a reforma das anomalias ou regimes que eu chamo  de organizações sociais que afetam o número das pessoas. Resultando em questões de uma política errada e  inadequada. Mas esses erros não foram voluntários ou com espontaneidade  por parte da administração ou de forma  intencionada, Pelo contrário, isso aconteceu não só   pelo  fracasso de encontrar um meio para solucionar o problema mais também pela falta do preparo para conseguir as soluções adequadas num tempo hábil.
 
Portanto, continuamos neste processo, o qual eu chamo dos direitos sociais, humanos e coletivos que são muito mais importantes que os direitos humanos decorrente da livre expressão de opinião.
 
 Então estamos envolvidos com essas questões remanescentes deste tipo, e, isso naturalmente fica do lado de todas as questões que foram resolvidas no prazo de dois anos. Tratamos, por exemplo, do problema da habitação e também dos direitos. Todos aqueles que viveram durante mais de 17 anos em moradias inadequadas com frio e com problemas no inverno e sofrem com as inadequadas condições climáticas, hoje, graças a Deus, estão desfrutando de boas condições, incluindo todas as regiões diante daqueles que não beneficiaram de um lotes por parte do estado, por uma razão ou outra, embora que aquilo tinha contribuído para complicar a situação com a política, considerando isso algo que afetou  os Direitos adquiridos. E todo isso constitui nos pontos de vista e o que temos que enfrentar no presente momento.
 
Estamos agora seguindo a analise de caso por caso nas nossas sessões ordinárias. Porque a exceção foi exclusiva a questões políticas, todas as nossas sessões têm um ponto sobre  o desenvolvimento e outra questão política.


Hoje, conciliamos esses pontos, porque torna acumulativa e da uma produtividade real. Produtividade no que diz respeito a credibilidade, a  sinceridade e no que diz respeito ao envolvimento real com as questões humanas que dizem respeito a eles que afetam a moradia, a saúde, o transporte, ensino e formação profissional.


Eu acredito que se houver uma verdadeira eficácia neste campo, seja  na coordenação entre os departamentos ou rapidez na execução, o Conselho tinha obtido um ganho muito significativo, bem como benefícios em termos políticos decorrentes dos processos nacionais como o projeto de autonomia.

 

 Este site não será responsável pelo funcionamento e conteúdo de links externos !
  Copyright © CORCAS 2024