الـعـربية Español Français English Deutsch Русский Português Italiano
sexta-feira, 7 de outubro de 2022
 
 
 
As Sessões

Presidente do Conselho Real: a desolução que a frente do polisário defende é uma manobra para prolongar o conflito 

Foi dada o ínicio na cidade de Smara dos trabalhos da décima segunda sessão do conselho real consultivo para os assuntos saranianos - Corcas. Tal realização de trabalhos sob o título " Iniciativa de autonomia como uma solução definitiva contra o conflito, tema de conciliação em prol de uma vida digna"



Presenciou a abertura deste congresso o senhor Presidente do conselho Real consultivo para os assuntos saranianos, o Presidente do Conselho, bem como o senhor Chakib Ben Moussa, Ministro do Interior, Karim Galab, Ministro da infrastrura de equipamentos de transporte, Ahmad Gkarif e Lafira Agarbach, seretária do estado junto ao ministério das relações exteriores e da cooperação.

Uma declaração na margem deste congresso que é o segundo do tipo, proferida pelo presidente, tratando desta décima segunda sessão que foi organizada de forma extraordinária pela ordem da sua magestade o rei em Laayoune em 29 de junho passado, com vista o estudo das decissões tomadas na primeira reunião. Esta última reunião foi reservada para discutir uma série de questões como resolver definitivamente o problema do sara e como fazer a conciliação para uma volta digna ao povo, bem como o transporte aereo e a rededoviaria nas provincias do sul.

A iniciativa de autonomia como projeto foi iniciado logo após a visita que foi feita pelo soberano para as províncias do sul principalmente em Laayoune, onde foi pronunciado o seu discurso histórico do dia 25 de março de 2006, pelo qual foi anunciado a criação do conselho real consultivo para os assuntos saranianos.

Álém disso o Presidente do conselho aclarou nesta oporundiade sobre as etapas que foram desenvolvidas para chegar a proposta de autonomia e com tudo o apoio e os braços abertos que a iniciativa de autonomia foi promovida junto às províncias do sul, bem como a aceitação pela comunidade internacional junto ao secretário geral das Nações Unidas no 11 de abril 2007.

Por sua vez sublinhou o apoio da ONU através do seu relatório sob numero 1754, tratando de uma nova via para resolver o problema do sara marroquino, num prazo mais próximo possível. Considerando ainda que esta abordagem se aproxima da realidade de forma comparativa diante do diferendo alarmate entre o polisário e argelia por uma parte e o reino do Marrocos por otra parte.

Relembrando as rodadas de Manhassant a primeira e a segunda, como sendo um processo que permitiu a entrada numa nova fase com vista a resolver o diferendo de forma civilizada satisfazendo todas as partes.

Noticias sobre o saara ocidental-Corcas

 

 

 

 

 

 Este site não será responsável pelo funcionamento e conteúdo de links externos !
  Copyright © CORCAS 2022