الـعـربية Español Français English Deutsch Русский Português Italiano
quarta-feira, 19 de janeiro de 2022
 
 
 
Actividades Nacionais

O Rei de Marrocos, no seu discuso por ocasião da Marcha verde, sublinhou que o Saara marroquino não é objeto de negociação, nunca foi e será, fato irrefutável, reconhecido pela história, legalmente pela comunidade internacional,

A Sua Majestade o Rei  dirigiu, sexta-feira, 06 de novembro de 2021, um discurso real para a nação marroquina pela ocasião do quadragésimo sexto aniversário da vitoriosa Marcha Verde.


Eis a seguir  o texto integral deste discurso:

“Louvado seja Deus, que as orações e a paz de Deus estejam sobre  nosso Mensageiro, sua família e companheiros.

Caro povo,

Comemoramos hoje, com todo o orgulho, o quadragésimo sexto aniversário da Marcha Verde.

Esta comemoração da gloriosa marcha verde, ocasião que surge num contexto marcado por muitas conquistas, ganhos e desafios.

A dinâmica positiva, definida por nossa causa nacional, não deve ser porém parada.

O Saara marroquino  é uma realidade indiscutível, pela história e legitimidade, tendo vontade forte de seu povo e  amplo reconhecimento internacional.

Caro povo,

Nos últimos meses, tem anotado, com a ajuda e graça de Deus, os desenvolvimentos reais e tangíveis em prol da defesa do Saara marroquino.

Aqui, deve-se prestar homenagem às nossas Forças Armadas Reais, os quais permitiram no dia 13 de novembro de 2020,  a livre circulação de pessoas e mercadorias, através da passagem de Guerguerat, entre Marrocos e Mauritânia.

Tal ação pacífica permitiu definitivamente colocar fim às provocações e atentados, das quais o Marrocos havia  anteriormente chamado a atenção junto a comunidade internacional sobre o perigo e desafio para assegurar a segurança e estabilidade desta região.

E com um espírito positivo e crença, tem expressado o nosso apreço ao apoio tangível por parte de todos à justiça que defendemos.

Sendo orgulhosos também da decisão soberana dos Estados Unidos da América,  reconhecendo a plena soberania de Marrocos sobre o seu Saara.

E um resultado natural objeto do apoio contínuo das administrações anteriores dos Estados Unidos e do papel construtivo, visando a resolução dessa questão.

Tal orientação reforça irreversivelmente o processo político que proporciona uma solução definitiva, baseada na iniciativa da autonomia, no quadro da soberania marroquina.

Resultado da abertura de mais de 24 países, consultados nas cidades de Laayoune e Dakhla, confirmando o amplo apoio pelo qual goza a posição marroquina, sobretudo na área árabe e africana.

Constituindo a melhor resposta, jurídica e diplomática,  confirmando o reconhecimento do Saara  marroquino cada vez mais a ser explícito nem concreto.

Aguardando, o direito de ter posturas mais ousadas e claras  de parceiros em relação à questão da integridade territorial do Reino.

Tais posições vão contribuir no sentido da trajetória política e dos esforços empreendidos, a fim de se chegar a uma solução definitiva e viável.

Caro povo,

O Marrocos não está negociando o seu Saara. Uma vez que o Saara marroquino nunca foi, e nunca estará na mesa de negociações.

Mas sim, estamos negociando para encontrar uma solução pacífica para este conflito regional artificial.

Com base nisso, afirmamos a adesão de Marrocos à trajetória política internacional.

Renovando também o nosso compromisso com a opção pacífica do cessar-fogo e a continuação da coordenação e cooperação, com a MINURSO, no âmbito dos  termos de referência da ONU.

Nesse contexto, reiteramos a Sua Excelência o Senhor Secretário-Geral das Nações Unidas, Sr. Antonio Guterres, e seu Enviado Pessoal, nosso total apoio aos esforços, visando relançar o processo político o mais breve possível.

Insistindo sobre a necessidade de respeitar as referências das resoluções do Conselho de Segurança, adotadas desde 2007, e materializadas nas reuniões em Genebra, sob os auspícios das Nações Unidas.

Caro povo,

Os desenvolvimentos positivos da questão do Saara, só podem reforçar o caminho do progresso contínuo que conhece as províncias do sul .

Trata-se de um renascimento do desenvolvimento integral, em termos de infraestrutura e projetos econômicos e sociais.

Graças a esses projetos, as regiões do Saara se tornaram um espaço aberto para o desenvolvimento e investimento, tanto nacional quanto estrangeiro.

E, graças a Deus, contando com parceiros internacionais honestos, investindo ao lado do setor privado nacional, num quadro de clareza e transparência, e em benefício da população da região.

Tendo expressado o nosso apreço aos países e agrupamentos que têm acordos e parcerias com Marrocos, reconhecendo as nossas províncias do sul como parte integrante do território nacional.

Também sobre as posições ambíguas ou duplas, considerando que Marrocos não dará qualquer passo económico ou comercial com aqueles que não envolvem o Saara marroquino.

Uma vez que os conselhos eleitos, nas regiões do Saara e de forma democrática, com plena liberdade e responsabilidade, constituem os verdadeiros legítimos representantes da população desta região.

Esperando que tal processo seja uma locomotiva para regionalização avançada, cujas perspectivas de desenvolvimento e participação política real.

Caro povo,

A questão do Saara é a essência da unidade nacional do Reino. Sendo o caso de todos os marroquinos.

Tal exige de todos, cada um em sua posição, continuar a mobilizar e manter a vigilância, defendendo a unidade nacional e territorial, consolidando o desenvolvimento e as conquistas políticas, conhecidas nas províncias do sul.

Seja a melhor homenagem, juramento imortal da marcha, cujo espírito de seu criador, nosso pai que Deus esteja com sua alma, Sua Majestade o Rei Hassan II, além de todos os mártires desta justa causa, saara marroquino, junto a pátria amada, Marrocos.

Aproveitando assim esta ocasião para expressar aos nossos cinco povos do Magrebe os nossos sinceros votos de mais progresso e prosperidade, à luz da unidade e da estabilidade.

Concluindo, ao prestar homenagem a todos os componentes das Forças Armadas Reais, da Gendarmaria Real, da Segurança Nacional, das Forças Auxiliares, da Administração Territorial e da Proteção Civil, por sua mobilização permanente, sob nossa liderança, para defender a unidade da nação e preservar a sua segurança e estabilidade.

 Que a paz, a misericórdia e as bênçãos do Todo-Poderoso esteja com vocês. ”

Wassalam O Alaikum wa Rahamatulah wa barakatuh

 

 Este site não será responsável pelo funcionamento e conteúdo de links externos !
  Copyright © CORCAS 2022