الـعـربية Español Français English Deutsch Русский Português Italiano
quarta-feira, 19 de janeiro de 2022
 
 
 
Discursos Reais

" Temos igualmente a prestar  homenagem aos esforços sinceros e altamente patrióticos que realiza o Conselho Real Consultivo para os Negócios Sarianos - CORCAS-, tanto o Presidente como os membros, seja para defender o marroquinidade do Sara que para preparar um projecto sobre a sua concepção de autonomia, para apresentá-lo à Nossa Majestade nas semanas futuras "



Temos igualmente prestar a homenagem dos esforços sinceros e altamente patrióticos que realiza o Conselho Real Consultivo para os Negócios Sarianos - CORCAS-, Presidente e membros, tanto para defender o marroquinidade do Sara como para preparar um projecto sobre a  autonomia, visando apresentá-lo a Nossa Majestade nas semanas a vir.

Assim teremos terminado as concertações comprometidas com uma toda uma  base popular possível, tanto a nível local como nacional, a fim de desenvolver a trituração final da Proposta do Marrocos; traduzindo as três orientações fundamentais da nossa política interna e externa.

Assim, a nível nacional, propomo-nos ir resolutamente em frente para consolidar o nosso edifício democrático via uma obliquidade de uma regionalização avançada que representa um  espinha dorsal de um Estado moderno pelo qual deveria  sentar firmemente seus fundamentos.

No plano magrebino e regional, reafirmamos atravês desta diligência a Nossa ligação à unidade do Magrebe árabe e a Nossa vontade de poupar este espaço contra os problemas assim como a região do Sahel e as margens meridionais e setentrionais do Mar Mediterrâneo, contra também os riscos desastrosos de balkanisaçào e da instabilidade que geraria a implantação de  entidades factícias.

Esta temível hipótese poderia transformaria a região num pântano perigoso que serve a repatir as bandas de terroristas e bandidos que fazem comércio de seres humanos e tráfego de armas.

Estes são os perigos que o Marrocos quer evitar propondo uma autonomia no âmbito da grande intenção democrática que é do seu alcance.

A nível internacional, o Marrocos reafirma, por esta abordagem, a sua vontade de continuar a honrar fielmente o seu compromisso para uma cooperação honesta e leal com a Organização das nações unidas, do seu Secretário geral e do Representante pessoal do responsável da ONU, ajudando a encontrar uma solução política consensual, recolhendo a adesão séria de todas as partes referidas certamente pelo conflito.

Aquilo requer uma mobilização acrescida e com mais tenacidade para contrapôr as operações e as conspirações dos adversários da nossa integridade territorial.

E por outro lado é da necessidade de intensificar os esforços para alegar a legitimidade do nosso direito e a pertinência da nossa posição.

A justificação da nossa causa é confortada pelo apoio das potências influentes e activas na comunidade internacional, e o apoio de um número crescente de países irmãos e amigos.

O Marrocos propõe-se igualmente prosseguir infatigavelmente a sua acção em prol do desenvolvimento global e integrado destas províncias que são tão queridas. A esse respeito, contratamos todos os actores em causa, em ocorrência os poderes públicos, os eleitos, o sector privado, a Agência para a Promoção das Províncias do Sul e os habitantes destas envolvidos em prol destas caras regiões, para que possam agir em concerto, e a nivel, paralelamente dos grandes estaleiros que foram estruturados, prestando uma atenção específica aos programas que dizem respeito aos nossos fiéis ligados aos assuntos do Sara.

Cabe-lhes assim velar necessáriamente e de forma sinérgica entre estes programas e dos projectos previstos no âmbito da Iniciativa Nacional para o Desenvolvimento Humano, que coloca estas províncias na primeira fila das suas prioridades.

Fonte, Map
Noticias sobre o saara ocidental/Corcas

 

 

 Este site não será responsável pelo funcionamento e conteúdo de links externos !
  Copyright © CORCAS 2022