الـعـربية Español Français English Deutsch Русский Português Italiano
domingo, 15 de setembro de 2019
 
 
 
Detalhes

O Director-Geral do Oriente Médio e Norte da África no Ministério de Relações Exteriores do Japão, embaixador Katsuhiko Takahashi reiterou, domingo em Tóquio o não reconhecimento de seu país ao pretendido chamado "rasd", saudando o papel "importante" de Marrocos, desempenhado na região MENA.



Segue o texto integral da entrevista do Sr. Takahashi com o MAP na véspera da Conferência Internacional de Tóquio sobre o Desenvolvimento Africano (TICAD-VII), prevista 28 a 30 de agosto em Yokohama.   

 1-Quais são as expectativas do Japão em relação à cúpula TICAD-VII?

´

 "fazer promover o desenvolvimento da África, através de homens, de tecnologia e inovação", constituindo o tema principal da 7ª Conferência Internacional de Tóquio sobre o Desenvolvimento Africano (TICAD-VII), prevista para o dia 28 a 30 de agosto em Yokohama. Um dos temas concretos desta edição é a promoção do investimento privado e recursos humanos por meio de parcerias público-privadas´´.

O Japão deseja que um maior número de empresas japonesas desenvolvam seus negócios na África por meio de discussões proveitosas e interações ativas entre os participantes da conferência. Acreditando ainda que o desenvolvimento das atividades comerciais japonesas na África proporcionará um futuro melhor para o Japão e a África.

2-Como avaliar a contribuição do Marrocos para o processo da TICAD? 

- Queria começar por destacar o importante papel desempenhado pelo Marrocos na região, o que contribui significativamente para o desenvolvimento e a estabilidade da região do Oriente Médio e Norte da África. O Japão conta com uma grande parceria com o Marrocos.

 No que diz respeito às relações econômicas, o Marrocos serve como uma ponte para a Europa, a África e o Oriente Médio. Sua vantagem geográfica e seu forte potencial econômico têm sido de grande interesse para as empresas japonesas. O Marrocos atraiu o segundo maior número de empresas japonesas (69) na África, e este número deveria aumentar.

 É neste espírito que o Japão aprecia a contribuição substancial do Marrocos ao processo da TICAD, onde o Japão tem se esforçado para promover o desenvolvimento da África, incluindo seu crescimento econômico. Por exemplo, o Japão e o Marrocos criaram uma estrutura de cooperação para impulsionar o desenvolvimento em outros países africanos. Esta cooperação é um tema importante no processo da TICAD.

 

Aproveitando a oportunidade da TICAD VII, o Japão está firmemente empenhado em fortalecer essa parceria, já estreita entre os dois países, visando a aprofundar a cooperação em diferentes domínios por meio de esforços conjuntos dos setores público e privado.

 

3- Qual é a posição do Japão em relação ao chamado "rasd"?

 

O Japão não reconhece o "Saara Ocidental" como um estado. Esta é a posição constante e imutável do Japão, e o Japão não pretende mudar essa posição. O Japão acredita que esta questão deve ser resolvida pacificamente, através do diálogo entre as partes envolvidas. O Japão continua a apoiar os esforços de mediação das Nações Unidas.

 

Notícias sobre a questão do Saara Ocidental / Corcas

 

 Este site não será responsável pelo funcionamento e conteúdo de links externos !
  Copyright © CORCAS 2019