الـعـربية Español Français English Deutsch Русский Português Italiano
sexta-feira, 7 de outubro de 2022
 
 
 
Imprensa Audiovisual

Presidente do Conselho Real: O conselho contribuirá para colocar um ponto final face ao conflito no sara

Tem dito o Presidente do conselho real consultivo para os assuntos saranianos na sua premeira declaraçào no dia 25 de março de 2006 que " nao existe através da historia entidade saraniana independente do reino do Marrocos que possa fazer de fato que o referendum seja objeto da separaçao'



Para a tv marroquina logo após tomar a posso como Presidente do conselho real consultivo para os assunto saranianos.

Para mim pessoalmente, é uma honra de ser o servo da sua Majestade o Rei, com vista a servir uma causa nacional no âmbito desta nova sessão da questão  que é decisiva e definitiva, se deus queser pretedemos acomprir essa missão. E sempre no que diz respeito a este diferendo que durou tanto tempo.

Não somento uma honra pessoal mas é também uma felicidade compartilhada com o senhor Secretário Geral do Conselho, bem como para os demais membros que vão constituindo o conselho tratando de todas as categorias da nova geração e de todas as aldeias saranianas, com diferentes idades e níveis.

Isso nos congratula-se como verdadeiros  atores para traçar uma política do estado em termos socio-econoômicos nesta região. Para que nos possamos contribuir como foi antes na resolução definitiva desta questão e vira a pagina do diferendo do sara, que na realidade um conflito que é origem do conflito entre os membros de uma mesma família marroco-saraniana.

O soberano a sua Majestade deixou bem claro para que haja uma conciliação histórica. O seu discurso foi un discurso histórico que traçou todas as perspectivas do problema do sara, no que se refere a  presente etapa que é uma étapa do conselho real consultivo que envolve as questões internas como externas em prol da defesa da causa nacional. Bem como contribuir para colocar fim definitivo com base num plano de auto-governo, sob a soberania do reino do Marrocos. Aquilo vai constituir se Deus queser um termo final ao diferendo do sara, acabando conforme a nação, que é representada pelo Rei de um lado e de outro pelo povo marroquino e sua soberania unidos com aliança viva de partidos políticos num âmbito do consenso que satisfaz o saraniano onde que ele esteja  nos campos de Tindouf, na Espanha ou em Mauritania. Trata de um assunto que nos envolve porque ele enraisa de forma definitiva aquilo maneira com que nos solicitamos antes ou hoje que é o lugar do saraniano deve ser garantida e traçada conforme um pacto dentro do Esatdo marroquino\ 

Através de uma pergunta do senhor Mustapha El Alaoui pela leitura do discurso real, o senhor Presidente do Conselho tem dito:

- Foi traçada todas as perspectivas do problema do sara, no que diz respeita á atual etapa que é uma étapa do conselho Real consultivo para os assuntos sarnianos. Ele vai se envolver com aspectos internos e externos em prol da causa nacional, contribuindo para colocar fim ao conflito do sara graças á proposta de autonomia sob a soberania nacional. Isso vai ser se Deus queser com que o problema do sara se resolva de forma mutua, o estado é representado por sua Majestade o Rei, do povo marroquino, bem como representante da força política, dos partidos políticos num âmbito do consenso que satisfaz  os saranianos onde eles estejam em Tindouf, ou na Espanha ou em Smara e Dkhka, este assunto nos chama porque ele fixa de forma definitva aquilo que nos pedimos  com outra forma antiga ou nova, trata do lugar do saraniano que tenha que ser preservado e garantido segundo um pacto dentro do Estado marroquino-

 

 Este site não será responsável pelo funcionamento e conteúdo de links externos !
  Copyright © CORCAS 2022