الـعـربية Español Français English Deutsch Русский Português Italiano
28 de fevereiro de 2024
 
 
 
Imprensa Audiovisual

Disse, Khalihenna Ould Errachid, presidente do Conselho Real Consultivo dos assuntos saranianos, que o projeto do governo autônomo para as provincias do sul do reino do Marrocos constitui a melhor abordagem conformada a ligitimidade internacional e do modo a satisfazer todas as exigências das partes envolvidas.



O senhor Khalihenna Ouald Errachid sublinhou durante o encontro como hospede do Canal Al Jazira " encontro hoje" divulgado no domingo, que o projeto de autonomia é capaz de realizar os sonhos dos saranianos em termos historicos e viver dignamente, bem como permitir ao Marrocos realizar a sua unidade territorial e soberania nacional sem atrito"

Chamando a todos os saraninaos a Tindouf ou fora para envolver de uma forma solida para realizar o desenvolvimento que o Marrocos busca através de uma proposta do governo autonômo sob a soberania do reino do Marrocos. Porque este conflito tem observado nunca foi construtivo nem aproveitoso para qualquer seja parte, Marrocos, Saranianos, Magrehbe Arabe nem Africa" ao contrario este conflito fez com que a Africa se atraza e dividiu entre o Magrebe arabe, defendendo a ideia de resolver esse problema interno urgentemente "

Chamando ainda o Polisario a nào fazer face contra a proposta marroquina nem contra o saraniano e ser honesto, racional e leal junto à proposta de autonomia de forma que todos voltem  sua patria, Marrocos", acrescentando que o projeto de autonomia visa a realizar todos os sonhos do saraniano onde ele esteja"

Dentro desta prespectiva, ele chama também o povo saraniano detido contra sua vontade nos campos de Tindouf pelo polisario e quer que seus direitos sejam respeitados e viver digno que ele volte a sua patria reclamando que o polisario lhe deixe livre e para poder juntarse a seus parentes e amigos no Marrocos

Tem dito o senhor presidente do Conselho real, Khalihenna Ouald Errachid que todos aqueles que voltaram ao Marrocos foram perdoados gracias ao Rei para que eles possam voltar as suas actividades normais, beneficiando de todos os direitos politicos podendo assim trabalhar em prol da defesa e da propsperdade do reino, longe do conflito, da guerra que nào aproveita nem ajuda nenhum". 

Acrescentando ainda que o objetivo deste projeto de autonomia é a conciliaçào que possibilita a realizaçào do maior sonho da historia e pelo qual muitos povos sonharam nas decadas de cinquenta" que é a edificaçào de um Magrebe arabe sobre novas energias e expectativas de renovar as forças entre os coraçoes"

Além disso foi eleito todas as entidades e representantes que discutiram todas as questoes ligadas ao projeto de autonomia para as provincias do sul, bem como as instituiçoes executivas e do desenvolvimento para o sucesso deste projeto, dentro do que foi conhecido a nivel internacional"

Finalmente, foi discutido todo o programa de autonomia entre as partes dentro do conselho de forma democaratica respeitando os pontos de vista sem nunhum força nem influência qualquer seja sua natureza" aclariando que as intervençoes foram conforme os conceitos e abordagens internacionais na materia e com respeito a soberania e unidade territorial do reino do Marrocos, isso reflete que hà algo no Marrocos que esta se mudando "

 

 

 Este site não será responsável pelo funcionamento e conteúdo de links externos !
  Copyright © CORCAS 2024