الـعـربية Español Français English Deutsch Русский Português Italiano
16 de junho de 2024
 
 
 
Imprensa Escrita

O especialista político espanhol, Pedro Altamirano confirma que todas as resoluções adotadas pelo Conselho de Segurança das Nações Unidas sobre o Saara marroquino mantém inequivocamente o "envolvimento direto" do regime argelino neste conflito artificial. 


Numa coluna publicada,terça-feira passada, no portal espanhol "lahoradeafrica.com", o Sr. Altamirano explicou que apesar da fuga do regime militar argelino, a sua responsabilidade na questão do Sara continua sendo clara e abrangente. 

De acordo com o especialista político espanhol, as recentes declarações do secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, após o torne regional de seu enviado especial, Staffan de Mistura, durante o qual chamou todas as partes, incluindo a Argélia, para avançar com as negociações, referendo também aos abusos do regime argelinoe seu papel desestabilizador na região.

Sublinhando que, ao rejeitar o modelo de mesas redondas adoptado pelo Conselho de Segurança como quadro de diálogo com vista à resolução do conflito do Saara marroquino, Argélia afasta-se cada vez mais, ao obstruir o processo de paz em curso sob os auspícios das Nações Unidas, e contra aspiração da comunidade internacional.

 "A Argélia não quer assumir as suas responsabilidades. Patrocinando e suportando uma quadrilha armada que prejudica os interesses de Marrocos”, decorrente do supremo regime argelino, visando a explodir qualquer iniciativa destinada a levar as negociações no sentido de uma solução política, com base na autonomia sob a soberania marroquina. 

Concluindo, o Sr. Altamirano sublinhou que as Nações Unidas são chamadas para agir de forma decisiva e obrigar a Argélia a assumir suas responsabilidades e contribuir de boa fé para com o estabelecimento da paz e estabilidade na região.
 
Notícias sobre o saara ocidental-Corcas

 

 Este site não será responsável pelo funcionamento e conteúdo de links externos !
  Copyright © CORCAS 2024