الـعـربية Español Français English Deutsch Русский Português Italiano
segunda-feira, 1 de junho de 2020
 
 
 
Imprensa Escrita

Os jornais eletrônicos búlgaros concordaram por unanimidade que a posição da África do Sul sobre a questão do Saara Marroquino nas Nações Unidas é "ideológica, ultrapassada e tendenciosa", provocando  um "isolamento total" deste país no Conselho de Segurança.
]

Os jornais eletrônicos búlgaros concordaram por unanimidade que a posição da África do Sul sobre a questão do Saara Marroquino nas Nações Unidas é "ideológica, ultrapassada e tendenciosa", provocando  um "isolamento total" deste país no Conselho de Segurança.

Nesse contexto, o jornal eletrônico "24 Chassas", no seu artigo especial sobre os desenvolvimentos da questão do Saara Marroquino sublinhou que a África do Sul se encontra em completo isolamento do resto dos membros do Conselho de Segurança, repetindo toda vez "uma postura ideológica que se tornou ultrapassada", o que a torna   num "Claro isolamento dentro do Conselho de Segurança, motivo a questão do Saara marroquino."

O jornal considerou que a África do Sul propaga o discurso da Argélia sobre a questão do Saara marroquino, considerado pelos Estados membros do Conselho de Segurança como  algo"falácio baseado sobre a má-fé e a dogmática ideológica ultrapassada", apesar do próprio Conselho se apega ao caminho que estabeleceu para alcançar uma solução política, realista, prática e duradoura , acordado , para a disputa territorial sobre o Saara marroquino.

Por seu lado, o jornal "Top Novini" escreveu que a África do Sul twitta fora do enxame e do consenso, enquanto outros membros do Conselho de Segurança apoiam o novo impulso gerado pela realização de duas mesas-redondas em Genebra em dezembro de 2018 e março de 2019, entre o Marrocos, a Argélia, a Mauritânia e o "Polisario", anotando a disposição dos participantes da reunião, engajar novamente na mesma fórmula, a África do Sul insiste "sozinha, ao dizer que existe um beco sem saída no processo político".

Acrescentando o artigo da jornalista Manuel Alexova, que a África do Sul se encontra "completamente isolada do resto do Conselho de Segurança por causa de suas posições irracionais sobre a questão do Saara marroquino, como se tivesse se tornado o principal apoiador da Argélia no Conselho de Segurança", no momento em que este último se apega e " Fortemente, ao caminho adotado para alcançar uma solução realista, duradoura e consistente para a disputa regional sobre o Saara marroquino.

Por seu lado, o jornal "db bg" sublinhou também que a África do Sul, em face de seu isolamento, tentou desesperadamente, em abril passado, "explorar uma tragédia humana do tamanho do vírus pandêmico" Corona "para responsabilizar e contradizer o Marrocos", anotando que a posição da África do sul "decorre apenas de uma vasta imaginação dos diplomatas deste país africano".

Acrescentando por fim que a África do Sul "ergueu as sobrancelhas diante de todos os seguidores da questão africana, ao tentar explorar a tragédia epidêmica de todos os países do mundo,  utilizando todos os seus esforços e energias para enfrentar esse desafio, com um espírito de solidariedade, de sinergia e de cooperação e simpatia, longe das teses ideológicas desatualizadas".

Noticias sobre o saar ocidental- Corcas

 

 Este site não será responsável pelo funcionamento e conteúdo de links externos !
  Copyright © CORCAS 2020