الـعـربية Español Français English Deutsch Русский Português Italiano
12 de junho de 2024
 
 
 
Dossiers

Durante a ultima visita aos Estados Unidos da América efectuada no final de setembro passado, o comitê compostos de delegados do conselho real consultivo para os assuntos saranianos foi mantido, em CasaBlanca-estados Unidos- com Sr Iblieut Abramass, conselheiro e assessor do presidente do conselho nacional responsavel da Segurança junto a Oriente Medio e Estrategia em defesa da democracia. Uma outra audiência foi realizada  com  o sr.Khourdun Gharai, vice-secretario do estado e responsavel pelo oriente e Norte da Africa. 

Veja a seguir as actividades do conselho a Washington, clicando aqui para ver o video




 

Washington, 28/12/06- o Plano de autonomia das províncias do Sul, proposto por sua SM o Rei Mohammed VI,  Este pojeto suscitou o interesse dos responsáveis, de diplomatas e dos congressistas ou parlamentos americanos que qualificaram-o de "abordagem inovadora que deve ser apoiada" e que esta sendo qualificado ainda de "maravilhosa contribuição" para o regulamento do dossiê do Sara.

 

Este interesse foi exprimido pelos responsáveis americanos, dos quais o Secretário de Estado, a Sra. Condoleezza Rice, e o Sr. Steve Hadley, conselheiro do Presidente George Bush para a Segurança nacional, aquando dos diferentes encontros que tiveram com os responsáveis marroquinos que têm visitado a capital americana durante este fim de ano.

O departamento de Estado tinha declarado que Washington incentivava a proposta do Marrocos de atribuir a autonomia aos habitantes do Sara, enquanto que o ministro dos Negócios estrangeiros e da cooperação, o Sr. Mohamed Benaissa, tivesse indicado na sequência de entrevistas que tivesse tido em Washington em Maio passado com a Sra. Rice que "os Estados Unidos interessam-se ao projecto de autonomia alargada" nas províncias do Sul.

O mesmo interesse foi exprimido aos membros da delegação ministerial que tinha sido despachada por SM o Rei a Washington em Outubro passado e que se tivesse mantido com a Sra. Rice, na presença dos Srs. Steve Hadley e David Welch, Secretário de Estado associado para o Oriente Médio.

Os responsáveis da administração americana e os membros do Congresso, igualmente os republicanos que os democratas, também tinham-se mostrado "receptivos" e "compreensivos" ao projecto de autonomia, aquando dos encontros que uma delegação do Conselho Real Consultivo responsável pelos Negócios Sarianos (CORCAS), tivesse tido durante uma visita de vários dias efectuada aos Estados Unidos no Outono passado.

O presidente do Corcas, o Sr. Khalihenna Ould Rachid então tinha-se congratulado com os resultados "muito positivos" dos contactos e entrevistas que a delegação teve com os responsáveis, os congressmen, e outros fabricantes de opinião à Washington.

Durante estas entrevistas, que o Sr. Khalihenna qualificou de "cordians" e "honestos", vários interlocutores dos quais os congressistas influentes exprimiram à delegação do CORCAS a sua apreciação do projecto de autonomia proposto por SM o Rei, e sublinhando que esta fórmula é conforme com os ideais e os princípios democráticos reconhecidos mundialmente e constitui "maravilhosa contribuição" para o regulamento da questào do Sara.

A necessidade de resolver a pergunta do Sara e de dotar os habitantes das províncias do Sul de um mecanismo de autonomia no respeito total da soberania do Marrocos e da sua integridade territorial, além disso, tinha sido sublinhada mais de cem congressistas que tivessem dirigido no início do ano uma carta neste sentido à Sra. Rice.

"não devemos permitir que esta questào que durou por muito tempo ameaça mais a estabilidade da região e ponha em perigo a segurança e o progresso do Marrocos, um dos aliados mais antigos, mais fiáveis e mais próximos dos Estados Unidos", tivesse sublinhado aos congressistas que tivessem cumprimentado os "progressos exemplares" realizados pelas reformas empreendidas pelo Marrocos nos domínios políticos, sociais e económicos sob a liderança SM o Rei Mohammed VI.

"o sucesso dos esforços contínuos realizados pelo Marrocos é que importam não somente para o Reino, mas também para os Estados Unidos e para os nossos interesses estratégicos a longo prazo na região", tinha notado os legisladores americanos.

Se os responsáveis e congressistas atribuem o interesse à questào do Sara, é porque a opinião pública americana deseja que não deixe este conflito permanecer.

Com efeito durante as diferentes visitas efectuadas aos Estados Unidos ao longo de todo o ano por delegações de cidadãos marroquinos originários das províncias do Sul tem por objetivo sensibilizar a opinião pública americana ao drama das populações detidas a Tindouf noo sudoeste argelino.

Os Americanos vêm por dezena ao seu encontro para informar-se sobre este drama humanitário, ouvir vítimas deste drama e exprimir a sua solidariedade com populações detidas contra a sua vontade nos campos da vergonha.

A cada um destes encontros, os participantes afirmam que sintem muito pelos sofrimentos das populações sequestradas e eles apoiam e casam com a sua causa, e comprometem-se a trabalhar de modo que as famílias separadas sejam reunidas, que as crianças reencontram os seus pais e os sequestrados estejam afrouxados e podindo reganhar o Marrocos.

A comunidade marroquina estabelecida nos Estados Unidos é ela tão plenamente consciente da responsabilidade que lhe incumbe na defesa da integridade territorial do Reino, e aproveita todas as ocasiões para explicar à opinião pública americana a realidade do conflito do Sara, a precisão da causa nacional e a legitimidade das posições marroquinas, bem como os esforços e propostas apresentadas pelo Marrocos para encontrar uma saída do conflito que apenas durou demasiado e que obstrui a edificação do Magrebe.

Fonte: MAP

Actualidade relativa à questào do sara ocidental/Corcas


 

(MAP) 17/02/2007- Os Estados Unidos qualificaram as ideias apresentadas pelo Marrocos relativas ao projecto de autonomia das suas províncias do Sul de realmente de ' prometedoras '.

 

Sr. Gordon Cinzento, Subsecretário de Estado associado americano para os negócios do Médio Oriente reiterou, numa declaração ao MAP, quinta-feira, que o subsecretário de Estado aos negócios políticos, o Sr. Nicholas Burns, que tivesse recebido uma delegação ministerial marroquina para discutir dos esforços do Marrocos que visam elaborar uma proposta credível.

No mesmo assunto que permite de ajudar a resolver o conflito do Sara, que ele tem qualificado com as ideias expostas aquando destas entrevistas que sào prometodoras'. O Sr. Burns, recordou o Sr. Cinzento, que tem feito seus    ' cumprimento a favor dos esforços do Marrocos para encontrar uma solução realista e realizável ao problema do Sara occidental'

Ele tem ainda dito que o processo que foi' ' incitado pelo governo do Marrocos é favoravel para  completar o seu processo visando a elaboração de consultas, como foi prevista".

Os Estados Unidos apreciam o plano iniciado pelo governo do Marrocos sobre esta pergunta importante' ' , tem acrescentado o Sr. Burns. A delegação marroquina que foi despachada pelo SM Roi Mohammed VI em Washington visa informar os responsáveis americanos do adiantamento do projecto de proposta de autonomia das províncias do Sul sob soberania marroquina.

A delegaçào era composta do Sr. Chakib Benmoussa, ministro de l' Interior, Taïb El Fez Fihri, ministro delegado aos Negócios estrangeiros e a cooperação, Fouad Ali GR Himma, ministro delegado ao  Interior e Mohamed Yassine GR Mansouri, Director Geral da Direcção-Geral dos Estudos e da Documentação.

 Fonte: MAP

Actualidade relativa à questào do sara ocidental/Corcas

 


14/02/2007 - Os Estados Unidos apreciam o projecto de autonomia iniciada e apresentado pelo Marrocos. Foi cumprimentado pelos seus esforços, o Reino investiu todo para encontrar uma solução realista e realizável ao processo do Sara, declarou terça-feira noite o porta-voz do departamento do Estado, Leslie Philips na saída das entrevistas quando de uma delegação marroquina acompanhada com elevados responsáveis americanos.

" Os Estados Unidos apreciam o plano iniciado pelo governo do Marrocos e eles cumprimentam os esforços do Marrocos para encontrar uma solução realista e realizável ao problema do Sara occidental" , declarou o responsável americano. Sr. Nicholas Burns, subsecretário de Estado e dos negócios políticos,.

" Encontrando uma delegação interministerial de elevado nível para discutir dos esforços do Marrocos em vista a elaborar uma proposta credível que visa ajudar a resolver o conflito do Sara occidental" , precisou a Sra. Leslie Philips.

" O Subsecretário de Estado por sua vez agradeceu a delegação marroquina para a sua visita em Washington e por ter exposto as suas ideias relativas a este projecto, chamando o governo marroquino a completar o processo de elaboração e de consultas, como prévu" , acrescentou o responsável americano.

A delegação marroquina enviada por SM Roi Mohammed VI para  Washington para informar os responsáveis americanos do adiantamento do projecto de proposta da autonomia das províncias do Sul sob soberania marroquina.
Este comitê era composta do Sr. Chakib Benmoussa, ministro de Interior, Taïb Fassi El Fihri, ministro delegado aos Negócios estrangeiros e a Cooperação, Fouad Ali GR Himma, ministro delegado ao Interior e Mohamed Yassine GR Mansouri, Director Geral da Direcção-Geral dos Estudos e da Documentação.

Fonte: MAP

Actualidade relativa à questào do sara ocidental/corcas

 

 

 Este site não será responsável pelo funcionamento e conteúdo de links externos !
  Copyright © CORCAS 2024