الـعـربية Español Français English Deutsch Русский Português Italiano
quinta-feira, 23 de maio de 2019
Cerimónia de nomeação


Cerimónia de nomeação do Presidente e do Secretário-geral do CORCAS


voir la vidéo 


SM o Rei Mohammed VI, acompanhado de SAR o Príncipe Moulay Rachid, presidiu, no sábado na Praça Mechouar em Laâyoune, uma grande cerimónia durante a qual o Soberano proferiu um discurso e nomeou o presidente e o secretário geral do Conselho Real Consultivo para os Assuntos Sarianos (CORCAS).

Após a leitura de versículos do Santo Corão, SM o Rei dirigiu um discurso à nação no qual o Soberano indicou que o CORCAS constitui um marco essencial para fixar a cultura da concertação e permitir assim aos cidadãos de trazer,  através de propostas concretas e práticas, a sua contribuição a todas as questões relacionadas com a integridade territorial e o desenvolvimento económico e sóciocultural das províncias do Sul.

"Com base na experiência do Conselho, na sua primeira configuração, decidimos imprimir a dinâmica necessária ao vosso Conselho, na sua nova composição. Através das competências que lhe são conferidas e o lugar privilegiado que lhe  reservamos, este Conselho poderá contribuir, conjuntamente com as autoridades  públicas e as instituições autárquicas, para  a defesa da marroquinidade do Sara e para a expressão das legítimas aspirações dos Nossos caros cidadãos”, sublinhou SM o Rei.

A este respeito, o Soberano fez um apelo aos filhos das províncias do Sul" para que estes se empenhem numa reflexão serena e exaustiva, e façam uma análise sobre a maneira como eles concebem o projecto de autonomia no âmbito da soberania do Reino, da sua unidade nacional e da sua integridade territorial".

“Firmes na Nossa decisão de concertação com as forças vivas da nação e em conformidade com a Nossa vontade de aprofundar a prática democrática que queremos irreversíveis, anunciamos, no Nosso discurso por ocasião do trigésimo aniversário da gloriosa Marcha Verde, a Nossa decisão de proceder a vastas consultas aos partidos políticos bem como aos filhos das regiões em causa, sobre a proposta que o nosso país conta apresentar a respeito da autonomia das nossas províncias do Sul, como solução definitiva para o conflito artificial que foi criado sobre a marroquinidade do nosso Sara”, sublinhou o Soberano.

Em seguida, SM o Rei recebeu os Srs. Khalihenna Ould Errachid e Maouelainin Ben Khalihanna Maoulainin, que o Soberano nomeou respectivamente Presidente e Secretário-Geral do Conselho Real Consultivo para os Assuntos Sarianos. Esta cerimónia teve lugar na presença do Primeiro-Ministro, do Presidente da Câmara dos Conselheiros, dos Conselheiros de SM o Rei, dos membros do governo, dos chefes dos partidos políticos, dos oficiais superiores do Estado-Maior geral das Forças Armadas Reais, do Presidente do Tribunal Supremo, do Procurador-Geral do Rei junto deste Tribunal, do Presidente do Conselho Constitucional, do Presidente do Tribunal de Contas, dos walis e governadores  das províncias do Sul, dos autarcas da região, dos chioukhs e dos notáveis das tribos, bem como de altas individualidades civis e militares.

À Sua chegada à Praça Mechaour, SM o Rei saudou a bandeira, ao som do hino nacional, antes de passar revista a um destacamento da guarda real que prestava honra. O Soberano foi cumprimentado em seguida pelo Primeiro Ministro, pelo Ministro do Interior, pelo Inspector Geral das Forças Armadas Reais, pelo Wali da região Laayoune-Boujdour-Sakia Al Hamra,  pelo Presidente do Conselho da região, pelo Presidente da Assembleia Provincial de Laâyoune e pelo Presidente do Conselho Municipal, bem como por outras individualidades.


Composição do Conselho Real Consultivo para os Assuntos Sarianos:
A composição do novo Conselho Real Consultivo para os Assuntos Sarianos (CORCAS) tem em conta vários critérios, nomeadamente, a representatividade dos diferentes componentes da sociedade, com um equilíbrio tribal e uma representatividade política e provincial, a notoriedade e a influência dos membros, a abertura sobre a sociedade e a implicação das mulheres, dos jovens, dos dirigentes sociais e dos agentes económicos. O novo conselho é composto de autarcas, que constituem mais de 50% dos seus membros, de membros da nova elite emergente, o que permitirá de preconizar uma nova dinâmica ao conselho. A implicação destes últimos é o resultado das transformações que se têm vindo a verificar, a nível político económico e social, nas Províncias do Sul.

O Conselho é representado, em cerca de 78%, por membros cuja idade varia entre os 30 e os 60 anos. Engloba igualmente membros da sociedade civil que actuam na área dos direitos do homem e social e que contribuem activamente para a defesa da Causa nacional e ao enquadramento dos cidadãos. A sua representatividade no seio do Conselho é de mais de 15%.

As mulheres estão igualmente  representadas em cerca de 10%, tendo em conta o estatuto do qual elas gozam e o papel que desempenham na emancipação da mulher, bem como os membros que se regressaram à Pátria Mãe após o apelo  de SM o Rei "a Pátria é clemente e misericordiosa" e os representantes do sector económico, que contribuem,  para o  desenvolvimento económico e social das Províncias do Sul.
  
  Copyright © CORCAS 2019