الـعـربية Español Français English Deutsch Русский Português Italiano
mardi 13 avril 2021
 
 
 
Suite

Os atores da América Latina e da África enfatizam numa mensagem dirigida a Joe Biden a importância de apoiar a iniciativa marroquina da autonomia para o Saara.

Tais atores associativos informaram, sábado passado, que a sociedade civil da América Latina e África reconhecem a importância da iniciativa de autonomia, apresentada pelo Marrocos como "uma base séria, credível, objectiva e única para uma solução justa e duradoura" do conflito artificial em torno do Saara marroquino.


Na mensagem dirigida ao Presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, esses atores da sociedade civil destacaram que a resolução deste conflito "garante a reconciliação entre as partes, consolidando a paz e o desenvolvimento da região do Saara num ambiente de prosperidade", explicando que o Reino tem dado atenção especial a essa região por meio de políticas voltadas para a concretização do desenvolvimento e decolagem econômica.

Os signatários desta carta afirmam que a iniciativa marroquina da autonomia da região do Saara visa a preservar a soberania do reino e sua integridade territorial, cuja região do Saara, de acordo com esta iniciativa, é capaz de favorecer a gestão económica, social, cultural e ambiental, enquanto as áreas constitucional, religiosa, de segurança e de relações exteriores, entre outras,  ficando exclusivamente a cargo das autoridades centrais, como ambiente favorável à decolagem e o desenvolvimento desta região.

Ressaltando que a decisão dos Estados Unidos,
 de dezembro passado, de reconhecer a plena soberania do Marrocos sobre seu Saara, foi "exitosa e reflete a boa vontade e o realismo que envolve esta questão", ressaltando a importância dos Estados Unidos no sentido de preservar esse reconhecimento, dado o seu papel "como importante fiador dos valores da liberdade e do desenvolvimento econômico. "

Depois de realçar a importância estratégica, económica, patrimonial e cultural da região do Saara, chamando a uma governação eficiente e eficaz, cujos actores da associação afirmaram, a este respeito, a apoiar a posição de Marrocos “como um importante aliado da liberdade e no domínio do combate ao terrorismo no região, contribuindo para o combate aos grupos extremistas e terroristas. "

Tal carta concluiu que a resolução do conflito do Saara marroquino "depende da autonomia que garante a estabilidade e o desenvolvimento, tornando o plano de autonomia para o Saara marroquino a única base para a resolução do conflito de longo prazo e restaurando a segurança e as liberdades".

Notícias sobre o saara ocidental/Corcas

 

 Le site n'est pas responsable du fonctionnement et du contenu des sites web externes !
  Copyright © CORCAS 2021